C CASA QUIETA: Maio 2008

segunda-feira, maio 05, 2008

LONGE DO MUNDO


Segunda-feira mais um dia igual a outro qualquer,sempre a mesma rotina,tudo igual,não igual a isto,nada diferente,tudo igual,nada de mim para ti,tudo diferente por mim.Segunda-feira mais um dia igual ao de ontem,da semana passada,do mês passado de tantos outros meses sem sentido,de tantos dias iguais a este,sempre o mesmo disco,que riscado insiste em tocar a mesma música,longe do mundo mas perto de ti,perdido e esquecido,longe de tudo até de mim,aqui e ali,ontem,hoje,amanhã e sempre,perdido de mim já me esqueci,longe de tudo e de todos,ainda espero por ti.Voltas hoje?Bjs

sexta-feira, maio 02, 2008

ESTRADA SEM CAMINHO


Já passaram dois meses,tinha que ter umas férias de mim próprio e desta casa,o tempo devolve-me o passado à espera que o abra com a chave de uma porta seca pelo tempo,em que as pessoas e as vozes se escondem entre quatro paredes,existe sempre uma casa em todos nós,uma casa de sorrisos,cheiros e sentimentos de um louco,vagabundo de uma vida sem sentido,em que todos nós lutamos por algo que pensamos ser a felicidade.De longe vejo o tempo a secar,esta estrada de um caminho cada vez mais solitário,sem caminhos alternativos so penso naquele dia em que elevem para longe,me faça voar,para o pico de uma montanha,em que possa tocar no azul de um paraíso,em que possa tocar em todas as pessoas e possa transmitir uma mensagem de que todos nós temos a oportunidade de sonhar,todos nós temos a oportunidade de descer do alto da montanha,voltar à estrada mesmo que seja um caminho duro,com enormes pedras,cheio de pó e calor,com frio ou repleto de lágrimas,só necessito de alguém que me ajude a caminhar e esteja sempre a meu lado nesta longa estrada que é a vida.